Promessa de trincheira no “Semáforo da morte” não é cumprida após quase dois anos em Fazenda Rio Grande

Por Esleif Martins 

Conhecido em Fazenda Rio Grande por “semáforo da morte”, o dispositivo fica no KM 126 da BR-116, perímetro urbano da cidade. Na manhã desta quinta-feira (30), o cruzamento apresentou mais um problema e desta vez, não foi acidentes e nem óbitos, mas sim, a dependência que a cidade tem deste semáforo.

Após um temporal com ventos fortes e granito, durante esta madrugada, o semáforo parou de funcionar. E no inicio da manhã, o trânsito da região central se transformou em um verdadeiro caos, pois, sem o retorno, os motoristas se concentram todos na trincheira da Av. das Araucárias com Rua César Carelli para atravessar a cidade.

No local, não faltaram promessas para resolução do problema. A câmara municipal inclusive, desde a outra legislatura [2012 – 2016] fez diversas cobranças e indagações à Auto Pista Planalto Sul, porém, raramente teve resposta e nunca teve resultados efetivos. A prova, é que o local continua na mesma.

Em 22 de Outubro de 2017, durante a cobertura de um acidente que terminou com dois óbitos, o Jornal O Repórter informou que o “Prefeito Márcio Wozniack junto com o Deputado Federal Toninho Wandscheer e o Deputado Luis Nishimori que representaram aqui o município, conseguiram em Brasília verba para a construção de um elevado aqui, neste local, exatamente aqui, ou seja, este cruzamento vai deixar de existir até porque vai passar aqui um viaduto. Isso é preocupação com a população aqui de Fazenda Rio Grande, para que infelizmente outras famílias não venham chorar mortes acontecidas aqui neste local”, concluiu o repórter Márcio Camargo do periódico. 

Na época, o Deputado Federal, que já foi prefeito em Fazenda Rio Grande chegou a registrar em seu site: “Segundo Toninho, a proposta é substituir os semáforos no perímetro urbano da rodovia BR-116, por dois viadutos. “O local frequentemente fica com tráfego intenso de veículos, especialmente nos horários de pico. A Prefeitura já está elaborando o projeto de engenharia. Cabe agora, nós buscarmos os recursos necessários para executar essa obra, tão aguardada pelos fazendenses”.


Porém, passados quase dois anos, a promessa ainda não saiu do papel, basta acompanhar os recorrentes acidentes registrados no trecho e o caos que o trânsito da região se transforma, quando o dispositivo deixa de funcionar. 

Por meio de nota, a Assessoria de imprensa do Deputado Toninho Wandscheer, informou: 

“Não desistimos da obra. Estamos na luta aqui em Brasília para levar mais essa conquista ao nosso povo fazendense. Aguardamos uma decisão da ANTT para atualização do processo de Revisão Quinquenal do Programa de Exploração da Rodovia (PER), no trecho da BR-116, administrado pela Concessionária Autopista Planalto Sul.

É através dessa revisão que poderão ser rediscutidas as obrigações e os investimentos previstos no PER. Na próxima semana, dia 04 de junho, estarei reunido com a Bancada Paranaense, numa audiência junto ao DNIT para tratar dessa questão de Fazenda Rio Grande, da situação dos empreendimentos atuais do Estado, planejamento do próximo exercício e a alocação dos recursos disponíveis”.

Toninho Wandscheer
Coordenador da Bancada Paranaense
Deputado Federal 



 Foto ao fundo: Reprodução Street View /  Foto à frente: Reprodução do site do Deputado Federal Toninho





Em 30/05/2019 ás 10h20
Atualizado ás 21h20

Publicações relacionadas